5 Dicas de Gestão de Projetos

Você acaba de assumir a gestão do seu primeiro projeto… E agora, o que fazer?

Fica aí que nesse artigo eu vou compartilhar 5 dicas para você aplicar para o gerenciamento de seus projetos.

Dica número 1: Defina metas para o seu projeto. 

Captura de Tela 2017-11-27 às 10.01.31
Uma das máximas em gerenciamento de projetos é que não há gestão sem metas. As metas apontam onde queremos chegar e devem ser utilizadas pela equipe de projetos para balizamento de suas ações e para o bom acompanhamento dos resultados de um projeto. As metas de um projeto devem ser fundamentadas nos objetivos do projeto.
E chegamos então a segunda dica:

Defina o escopo do seu projeto. 

decision-485x300
Deixa eu começar lembrando uma historinha para você. No livro Alice no Pais das Maravilhas, temos uma cena que mostra bem esse cenário. Alice, ao depara-se com uma encruzilhada, pergunta ao Gato… “Sr. Gato, qual o caminho devo seguir?”. E o gato volta a pergunta à Alice: “Para onde você quer ir?”. Então Alice responde: “Não sei…”. Sabiamente o gato a aconselha: “Então, qualquer caminho serve”. Pois é… quando não sabemos para onde ir, não há caminho errado. No gerenciamento de projetos, a analogia é válida, e onde se quer chegar, ou seja, o objetivo do projeto é exatamente o seu escopo. Então a minha dica é defina claramente o escopo do seu projeto. Identifique exatamente o que deverá ser entregue como resultado do seu projeto, seja esse resultado um produto ou um serviço. Uma falha na delimitação do escopo comprometerá todo o sucesso de seu empreendimento. 
 

Terceira dica: Identifique as partes interessadas de seu projeto. 

stakeholdersblog.jpg
Para uma boa delimitação de objetivos precisamos identificar precisamente quais são as partes interessadas desse projeto. Lembre que as necessidades de seu projeto devem nascer das necessidades das partes interessadas. Então, defina bem as partes interessadas de seu projeto. Mas não basta apenas identificá-las. É preciso também realizar um mapeamento dessas partes interessadas, identificando suas expectativas com relação aos resultados do projeto, e seu grau de poder dentro da organização. Com esse mapeamento, trace um plano de ação para acompanhamento dessas partes interessadas. Nesse plano identifique quais são os interesses de cada parte interessada, como os resultados do projeto as afetam, e como elas poderão ser beneficiadas com esse projeto. 
 

Dica número 4: Elabore e cumpra um cronograma de projeto. 

gantt_chart_Você precisa elaborar um cronograma realista para a realização das atividades do projeto. E para que ele seja realista, é preciso envolver sua equipe no processo de identificação e dimensionamento de esforço das atividades do projeto. Lebre que quem irá realizar o projeto é sua equipe. E não basta elaborar um super cronograma para seu projeto e deixá-lo lá quietinho. É preciso monitorá-lo! De nada adianta você elaborar um cronograma, imprimi-lo e coloca-lo na parede da sua sala de projetos. Os cronogramas mudam todos os dias. Acompanhe de perto a evolução dessas atividades, e sempre que necessário, tome ações corretivas para ajuste de rumos em seu cronograma. E não esqueça… Problemas em cronograma são reflexos de problemas em outras áreas de projetos. Tome ações corretivas para trazer seu cronograma para o rumo, e também identifique as razões desses atrasos e defina um plano de ação para seu ataque.

Quinta dica: Monte uma boa equipe

7-atitudes-que-nao-podem-faltar-na-sua-equipe-de-vendas-televendas-cobrancaDe nada adianta um planejamento formidável se não temos uma equipe preparada para a sua execução. Identifique as potencialidades de cada integrante de sua equipe, e explore essas potencialidades na realização das atividades de seu projeto. E se for necessário suprir algum gap de conhecimento, realize capacitações para os integrantes de sua equipe. E o mais importante… Dê atenção a sua equipe. Saiba como está cada integrante de sua equipe, e demonstre um genuíno interesse pelo que eles têm a te dizer. E mantenha sempre a porta aberta. Nada de barreiras entre você e sua equipe.
Além dessas 5 dicas, tenho uma dica bônus:

blog-da-qualidade-descomplica-processos

Defina seu melhor processo de gestão de projetos.

Em vez de metodologias ou frameworks de gestão pré-moldados, construa sua melhor metodologia, sustentada em um conjunto de boas práticas que realmente agreguem valor a gestão de seu projeto. Cada projeto tem suas particularidades, e certamente há um conjunto de boas práticas que casam bem com essas particularidades. Nada de paixões! Escolha essas boas práticas pelo valor que elas agregam a sua gestão, e não por preferências e “paixões metodológicas”.
E a construção desses processos será determinado pelo seu arsenal de experiências em gestão de projetos.
 
Bons projetos para você!
E não esquece de compartilhar aqui as suas impressões e comentários sobre essas dicas.
Ah! Compartilha também suas dicas. Certamente você tem grandes sacadas que podem ajudar muito na gestão de nossos projetos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s